Reciclagem

Julho 16 2013

No seu compromisso permanente com a sustentabilidade ambiental, a Tetra Pak irá promover, de 20 a 28 deste mês, a exposição "A Reciclagem das Embalagens da Tetra Pak".

Com o CascaiShopping a servir de cenário, esta iniciativa pretende alertar o consumidor para a importância de reciclar e respeitar as florestas. 

Além deste ato, a companhia, que produz embalagens adequadas ao canal da distribuição automática, terá no mesmo local um espaço informativo sobre a certificação FSC.

Dirigida fundamentalmente aos mais novos, aquela exposição visa sensibilizar para a importância da separação de embalagens de cartão para alimentos líquidos e consequente reciclagem. Acessível a todos, ela procurará demonstrar, de forma interativa, como se processa a reciclagem de uma embalagem de Tetra Pak, após a sua colocação no Ecoponto Amarelo.

Na verdade, três são os módulos que irão integrá-la: o Ecoponto Amarelo, a Fábrica daReciclagem e o Atelier das Embalagens, organizados através de um trajeto que compreende jogos para as crianças e adultos, visionamento de filmes didáticos, ateliers de reciclagem e outras atividades lúdicas. 

Por seu turno, o stand FSC tem por objetivo chamar a atenção para a importância de escolher produtos provenientes de florestas geridas de forma responsável, ao mesmo tempo que dá a conhecer as embalagens da Tetra Pak com esta certificação.

A insígnia FSC, visível nas embalagens da marca, atesta que a madeira utilizada no fabrico do cartão é oriunda de florestas geridas de forma responsável, assegurando-se as melhores práticas ambientais, económicas e sociais. Para melhor compreender a sua missão, o Forest Stewardship Council é uma organização independente, não-governamental, que visa promover a gestão responsável das florestas mundiais.

Até 2020, a Tetra Pak tem a intenção de duplicar, em todo o mundo, a taxa de reciclagem das suas embalagens usadas para os 100 mil milhões de unidades.  

fonte:http://www.hostelvending.com.pt/v

publicado por adm às 20:41
Tags:

Julho 31 2011

A Nestlé Brasil, em parceria com a Tetra Pak e a Braskem, acaba de lançar duas das suas mais populares marcas de leite em embalagens com aberturas de polietileno, produzidas a partir de matéria-prima renovável. A partir de Agosto, o leite UHT das marcas Ninho, Ninho Levinho, Ninho Baixa Lactose e Molico serão comercializadas em embalagens Tetra Brik Aseptic da Tetra Pak usando polietileno “verde”, produzido a partir de derivados da cana-de-açúcar.

O processo contribui para a redução global dos gases com efeito de estufa, já que a cana-de-açúcar, um recurso renovável, absorve o CO2 existente na atmosfera.O lançamento é, assim, um marco para a indústria de embalagem de alimentos e bebidas e pretende encorajar a consciência ambiental, oferecendo aos consumidores produtos que integram matérias-primas renováveis nas suas embalagens.

A iniciativa está alinhada com a plataforma global de responsabilidade social da Nestlé, “Criando Valor Partilhado”. Quanto à Tetra Pak, a empresa tem uma longa história de práticas de responsabilidade ambiental, tendo recentemente anunciado um programa ambiental muito ambicioso concebido para a concretização do principal objectivo da empresa que passa por disponibilizar embalagens sustentáveis que integrem apenas matérias-primas renováveis, alcançando uma pegada ambiental mínima e sem gerar nenhum resíduo. Actualmente, todo o cartão usado na produção das embalagens Tetra Pak no Brasil é já proveniente de florestas geridas de acordo com os princípios da gestão florestal responsável, certificado com o selo FSC (Forest Stewardship Council).

A Braskem, por sua vez, é a maior produtora mundial de Biopolietilenos e está “totalmente empenhada no seu compromisso de promoção da sustentabilidade”, refere o comunicado de imprensa, citado pelo Monitor Mercantil.

fonte:http://www.greensavers.pt/

publicado por adm às 20:35

Abril 30 2011

A companhia sueca de embalagens Tetra Pak apresentou a nova estratégia ambiental da empresa. Metas relacionadas a mudanças climáticas, produtos e matérias-primas sustentáveis e reciclagem foram apresentadas na última quinta-feira, 21 de abril.  Até 2020, a Tetra Pak pretende duplicar os níveis de reciclagem e manter o índice de emissões de dióxido de carbono registrados em 2010, mesmo com o previsto aumento de 5% de produção. Esse objetivo deverá alcançar uma redução de 40% nas emissões de CO2 em todos os caminhos de fabricação da empresa, tanto no tratamento, enchimento e embalagens para alimentos.  A cadeia de valor da empresa, com fornecedores e clientes, também será convidada a colaborar com a redução das emissões.  Quanto à reciclagem, a estimativa é de que 100 bilhões de embalagens usadas sejam recicladas até o final da década. O que resulta na disponibilização de todo o material para a fabricação de novos produtos para o mercado.

 

Matérias-primas e produtos

Sobre as matérias-primas utilizadas, a empresa informou, no comunicado à imprensa do dia 21, que vai aumentar para 100% o uso das fibras de madeira retiradas de florestas sustentáveis.  A certificação Forest Stewardship Council (FSC) estará em todas as embalagens feitas com as fibras e o objetivo é duplicar, comparativamente a 2010, os produtos com os selos de certificação ambiental, totalizando 16 bilhões de embalagens até o fim de 2011.

 

Em 2012, a empresa avalia ainda que 50% das metas relacionadas a utilização das fibras sejam alcançadas. Uma outra solução encontrada pela Tetra Pak é a adoção de polietileno verde nas suas embalagens.  Por isso, a companhia sueca, presente há 50 anos no Brasil, já assinou com a Braskem, fabricante do material a partir da extração da cana-de-açúcar, para começar a fabricação de uma embalagem totalmente sustentável ainda em 2011.

fonte:http://www.cidademarketing.com.br

publicado por adm às 22:26

Abril 21 2011

A Tetra Pak anunciou hoje novos objectivos ambientais de crescimento sustentável, um plano que inclui, por exemplo, duplicar a taxa de reciclagem das suas embalagens usadas até 2020. Atendendo à previsão de crescimento anual de 5% da produção, esta meta significa que 100 mil milhões de embalagens usadas serão recicladas até 2020.

A empresa explicou ainda que pretende reduzir, até 2020, as suas emissões de carbono para os níveis de 2010, ao mesmo tempo que mantém o seu crescimento de produção. Com uma taxa de crescimento anual estimada em 5%, este objectivo implicará uma redução de 40% das emissões de CO2 relativas a todos os processos de produção.

Esta redução não incluirá apenas as operações da Tetra Pak, mas de toda a cadeia de valor da empresa.

A multinacional sueca assume também como meta, a médio prazo, a produção de uma embalagem totalmente sustentável, fabricada apenas a partir de materiais reciclados e com um impacto ambiental reduzido – e com um pegada ecológica mínima.

“A eficiência ambiental sempre foi uma das prioridades da estratégia de crescimento da Tetra Pak, uma área que a empresa considera crítica tanto para o seu desenvolvimento de negócio como para o desenvolvimento da sociedade”, explica a Tetra Pak em comunicado.

Em relação às matérias-primas sustentáveis, a Tetra Pak pretende aumentar para 100% a utilização de fibra de madeira proveniente de florestas sustentáveis e certificadas como Forest Stewardship Council (FSC), estabelecendo como meta atingir 50% desse objectivo em 2012.

“Hoje, a Tetra Pak desvenda a verdadeira ambição dos seus objectivos ambientais”, afirmou Dennis Jönsson, presidente e CEO da Tetra Pak. “Estas são metas difíceis e alcançá-las será um enorme desafio – mas nós estamos empenhados em pensar e em investir de forma inovadora aplicando nelas toda a nossa experiência e assumindo o nosso compromisso para garantir que as vamos alcançar. Estamos de novo a aumentar os nossos objectivos porque consideramos a performance ambiental como um factor crítico para o crescimento sustentável e lucrativo, tanto para nós como para os nossos clientes”, concluiu o responsável.

fonte;http://www.greensavers.pt/

publicado por adm às 22:57

Janeiro 21 2011

Com o objetivo de conscientizar os consumidores sobre a importância da separação dos resíduos domésticos para serem reciclados, a Tetra Pak inicia no próximo domingo, 23, nos intervalos do programa Fantástico, com a atriz Irene Ravache, campanha de R$ 2 milhões em que o destaque é a afirmação de que as embalagens longa vida são 100% recicláveis. A ação, desenvolvida pela agência M&C Saatchi, é a terceira campanha da empresa com foco na conscientização do consumidor. Na primeira, em 2008, foram investidos R$ 8 milhões; em 2010, mais R$ 3 milhões, em merchandising durante a novela Passione (TV Globo), com a personagem da socialite Clô, interpretada pela mesma Irene Ravache. Segundo Elisa Prado, diretora de comunicação da Tetra Pak, atualmente 25% de todas as embalagens longa vida são recicladas, e a expectativa da empresa é que até 2014 esse montante chegue a 40%.

fonte:http://www.embalagemmarca.com.br/

publicado por adm às 22:48

Dezembro 25 2010

Uma empresa de Barcelona desenvolveu uma nova tecnologia de reciclagem de embalagens da Tetra Pak que converte o plástico em energia e “recupera com grande pureza” o alumínio, permitindo a reutilização total daquelas embalagens.

A nova tecnologia - um processo de decomposição por acção do calor na ausência de oxigénio intitulado pirólise - foi desenvolvida pela Stora Enso Barcelona, fabricante de cartão. Permite o aproveitamento de todos os componentes das embalagens de cartão para alimentos líquidos (ECAL), estimulando a sua recolha selectiva e prevenindo o envio de resíduos para aterros sanitários.

Como a temperatura de fusão de ambos os materiais é distinta, a nova tecnologia permite separar o plástico e o alumínio mediante a aplicação de altas temperaturas (400ºC), numa câmara livre de oxigénio, que efectua movimentos semelhantes a uma máquina de lavar.

O plástico gasifica-se e separa-se completamente do alumínio que é recuperado com “grande pureza”, segundo explicou à Lusa Juan Vila, gerente da fábrica Stora Enso em Barcelona.

No fabrico de cartão, a Stora Enso utiliza cerca de 90 por cento de matérias-primas provenientes da reciclagem, entre as quais as ECAL. Num total de 60 mil toneladas de embalagens utilizadas anualmente na Stora Enso, esta unidade vai reaproveitar cerca de 1250 toneladas de alumínio e gerar, através do polietileno (convertido em vapor), cerca de 20 por cento da energia que a fábrica necessita.

Explicando as vantagens da nova tecnologia, Juan Vila diz que produz gás que tem o mesmo poder calorífico que o gás natural. Outra vantagem é a produção de alumínio: por dia são produzidas entre três e quatro toneladas que depois são vendidas.

Trata-se de uma tecnologia “simples”, que se encontra numa fase de prova. “Ainda não alcançámos um período de estabilidade, agora temos de fazer ajustes”, comentou Juan Vila.

Com a ajuda e assistência técnica de Tetra Pak, a Stora Enso começou o processo de pirólise no verão passado, implementando uma versão piloto com uma capacidade de 1000 toneladas de embalagens.

Dez por cento das embalagens da Tetra Pak que a Stora Enso recebe para reciclagem provêm de Portugal. A nível europeu, uma média de 34 por cento das embalagens da Tetra Pak são reciclaras após o seu uso.

“Em linha com o seu posicionamento ambiental, a Tetra Pak tem tido um papel muito activo em estimular o desenvolvimento de novas tecnologias complementares aos processos existentes de reciclagem das suas embalagens”, explicou Vera Norte, directora de comunicação da Tetra Pak.

“É com orgulho que assistimos ao lançamento desta nova tecnologia, que permite não só reciclar, como reaproveitar na íntegra todos os componentes das nossas embalagens” concluiu.

fonte:ecosfera

publicado por adm às 21:31

Outubro 27 2010

A terceira fase da campanha nacional de informação ambiental da Tetra Pak, “Sim, é no Amarelo”, vai chegar este Natal a mais de 200 mil alunos, depois de uma parceria deste projecto com o programa Eco-Escolas, da ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa).

O “Sim, este ano o Natal é Amarelo” visa sensibilizar os mais jovens para a temática da reciclabilidade das embalagens de cartão para alimentos líquidos e para qual o contentor do ecoponto correcto para a sua deposição. Estão inscritos neste concurso, como já dissemos, 200 mil alunos, que representarão 390 escolas.

O concurso vai desafiar as escolas a desenvolverem uma árvore de Natal – predominantemente amarela – feita a partir de embalagens Tetra Pak. Terá também que existir uma mensagem ambiental associada à árvore.

As seis escolas premiadas irão receber equipamento para melhorar o perfil ambiental da escola, de acordo com as suas necessidades.

“Ao longo do último ano temos vindo a formalizar novas parcerias para o “Sim, é no Amarelo”. Com o apoio do programa Eco-Escolas passamos a contar com um parceiro fundamental que leva a nossa mensagem a um dos públicos mais importantes: o jovem”, explicou a directora de comunicação da Tetra Pak, Vera Norte.

Desde Setembro de 2009 a Tetra Pak já levou a campanha “Sim, é no Amarelo” a quinze municípios portugueses, a vários espaços comerciais e de exposição, tendo impactado mais de três milhões de pessoas de Norte a Sul do país.

Pode seguir todas as novidades da Tetra Pak no Protege o que é Bom. Confira também o site da iniciativa “Sim, é no Amarelo”.

fonte:greensavers

publicado por adm às 22:19

Tudo sobre a Reciclagem
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links