Reciclagem

Janeiro 27 2012

No balanço final de 2011, a Sociedade Ponto Verde (SPV) atingiu uma taxa de reciclagem de 64 por cento, superando a meta da sua licença (55 por cento). A recolha de embalagens de vidro foi o calcanhar de Aquiles da entidade, já que é o único fluxo cujos resultados estão aquém das metas legais.

Ao todo, foram encaminhadas para reciclagem, em 2011, mais de 711 mil toneladas de resíduos de embalagens, num aumento de seis por cento em relação a 2010. Em termos absolutos, o papel/cartão foi o material mais reciclado pelos portugueses (cerca de 321 toneladas), fazendo com que a recolha esteja 25 por cento acima das metas mínimas legais.

No caso do vidro, apesar de ser o segundo material mais retomado, os resultados ficaram-se pelos 52,9 por cento (quando a meta legal está nos 60 por cento). Em 2011, foram recicladas 217 mil toneladas de vidro, numa subida de 13 por cento em relação ao ano anterior.

«Os resultados obtidos são a prova de que continuamos a contar com o compromisso de cada um dos portugueses, das autarquias e dos SMAUT [sistemas municipais] para, em conjunto, darmos um destino adequado aos resíduos de embalagens que são gerados, apesar do ano difícil que o País atravessou em 2011», afirma Luís Veiga Martins, diretor-geral da SPV.

Para o futuro, a SPV propôs um objectivo de 70 por cento para materiais provenientes do fluxo urbano. A proposta está incluída no Caderno de Encargos entregue em Julho de 2011 à Agência Portuguesa do Ambiente (APA). A APA ainda não tomou uma decisão formal sobre a atribuição de nova licença do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE) à SPV.

fonte:http://www.ambienteonline.pt/s

publicado por adm às 23:40

Tudo sobre a Reciclagem
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links