Reciclagem

Agosto 27 2011

Coca-Cola, dona do empreendimento, teve melhora em aspectos técnicos para abrir as portas da planta novamente

Após encerrar suas atividades em março, inclusive com demissão de funcionários, a fábrica de reciclagem de garrafas PET da Coca-Cola, em Spartanburg, no Estado americano da Carolina do Sul, será reaberta na última semana de agosto.

O projeto de 50 milhões dólares foi inaugurado em 2009 com planos de se tornar a maior planta do mundo em reciclagem e processamento de PET tipo 1 para transformá-lo em novas garrafas. Mas a fábrica, uma joint venture entre a Coca-Cola e a empresa de reciclagem de plásticos United Resource Recovery Corporation (URRC), teve uma série de problemas técnicos, que variaram do alcance à qualidade necessária para produzir alimentos que serviriam de matéria-prima para o processamento das novas garrafas, até o fato de as novas garrafas, muito leves, caírem da esteira de produção.

Mas a URRC passou os últimos seis meses trabalhando para modificar equipamentos e melhorar os processos de reciclagem. Assim, a planta foi reajustada para a nova abertura.

"Estamos reiniciando a planta", disse Carlos Gutierrez, presidente e CEO da empresa ao site PlasticsNews.com. "Nós nos sentimos muito bem sobre o resultado dos nossos esforços de readequação. Esta planta é projetada para produzir alimentos para a produção de resina".

A fábrica de Spartanburg foi construída para ajudar a Coca-Cola atingir sua meta de distribuir dez por cento de garrafas de plástico com conteúdo reciclado nos Estados Unidos, mas a fabricante de bebidas só foi capaz de usar cerca de cinco por cento de material reciclado nos últimos cinco anos.

fonte:http://www.ecycle.com.br/

publicado por adm às 16:29

Tudo sobre a Reciclagem
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links