Reciclagem

Julho 30 2013

Os consumidores domésticos enviaram, no primeiro semestre deste ano, 168.313 toneladas de resíduos de embalagens para reciclagem, mais três por cento face ao período homólogo de 2012, informou hoje a Sociedade Ponto Verde.

O plástico e o metal foram os materiais mais recolhidos nos primeiros seis meses do ano, com um aumento de 22 e 20,7 por cento, respectivamente, comparativamente a idêntico período de 2012.

Em contrapartida, a madeira e o vidro foram os resíduos menos enviados para reciclagem, tendo registado, no mesmo período, um decréscimo de 39 e 4 por cento, respectivamente.

O papel e o cartão, com 46.481 toneladas de resíduos de embalagens, tiveram um aumento de 4 por cento nas quantidades encaminhadas para reciclagem entre Janeiro e Junho, face ao primeiro semestre de 2012.

Os dados hoje divulgados, em comunicado, referem-se a resíduos de embalagem de origem doméstica, pequeno comércio, restaurantes e hotéis. O lixo foi recolhido através, nomeadamente, dos ecopontos e dos sistemas porta-a-porta.

Nos primeiros seis meses do ano, foram enviadas 78.857 toneladas de resíduos de embalagem de vidro, 30.993 de plástico, 10.740 de metal e 1.246 de madeira.

A Sociedade Ponto Verde precisa que quanto aos resíduos de embalagem de origem não doméstica - industrial ou comercial - foram enviadas para reciclagem, no primeiro semestre do ano, 153.570 toneladas, mais 47 por cento comparativamente ao período homólogo de 2012.

Considerando no conjunto o lixo doméstico e industrial, foram encaminhadas para reciclagem mais de 321 mil toneladas entre Janeiro e Junho, um crescimento acima dos 20 por cento face aos primeiros seis meses do ano passado.

Comentando as estatísticas, o director-geral da Sociedade Ponto Verde, Luís Veiga Martins, sustentou à agência Lusa que, não obstante a crise, os portugueses "estão mais sensibilizados" para a reciclagem.

A Sociedade Ponto Verde é a entidade - privada - que gere o sistema integrado de recolha e tratamento de resíduos de embalagens em Portugal.

fonte:Lusa/SOL

publicado por adm às 22:20

Julho 16 2013

No seu compromisso permanente com a sustentabilidade ambiental, a Tetra Pak irá promover, de 20 a 28 deste mês, a exposição "A Reciclagem das Embalagens da Tetra Pak".

Com o CascaiShopping a servir de cenário, esta iniciativa pretende alertar o consumidor para a importância de reciclar e respeitar as florestas. 

Além deste ato, a companhia, que produz embalagens adequadas ao canal da distribuição automática, terá no mesmo local um espaço informativo sobre a certificação FSC.

Dirigida fundamentalmente aos mais novos, aquela exposição visa sensibilizar para a importância da separação de embalagens de cartão para alimentos líquidos e consequente reciclagem. Acessível a todos, ela procurará demonstrar, de forma interativa, como se processa a reciclagem de uma embalagem de Tetra Pak, após a sua colocação no Ecoponto Amarelo.

Na verdade, três são os módulos que irão integrá-la: o Ecoponto Amarelo, a Fábrica daReciclagem e o Atelier das Embalagens, organizados através de um trajeto que compreende jogos para as crianças e adultos, visionamento de filmes didáticos, ateliers de reciclagem e outras atividades lúdicas. 

Por seu turno, o stand FSC tem por objetivo chamar a atenção para a importância de escolher produtos provenientes de florestas geridas de forma responsável, ao mesmo tempo que dá a conhecer as embalagens da Tetra Pak com esta certificação.

A insígnia FSC, visível nas embalagens da marca, atesta que a madeira utilizada no fabrico do cartão é oriunda de florestas geridas de forma responsável, assegurando-se as melhores práticas ambientais, económicas e sociais. Para melhor compreender a sua missão, o Forest Stewardship Council é uma organização independente, não-governamental, que visa promover a gestão responsável das florestas mundiais.

Até 2020, a Tetra Pak tem a intenção de duplicar, em todo o mundo, a taxa de reciclagem das suas embalagens usadas para os 100 mil milhões de unidades.  

fonte:http://www.hostelvending.com.pt/v

publicado por adm às 20:41
Tags:

Tudo sobre a Reciclagem
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
subscrever feeds
links