Reciclagem

Dezembro 31 2012

As sacolas plásticas tem sido alvo de grande controvérsia ultimamente. Elas foram retiradas dos supermercados em muitas capitais, mas logo depois retornaram por determinação da justiça. Esta situação divide a opinião da população com relação à legalidade de seu uso e sua potencial fama de vilã do meio ambiente.

Inegavelmente, as sacolas plásticas representam um mal para o meio ambiente. Dados do MMA (Ministério do Meio Ambiente) apontam que todos os anos, cerca de um milhão de animais marinhos morrem em virtude das sacolas plásticas que vão parar inapropriadamente no mar.

Ainda com relação aos problemas causados nos oceanos, de todos os detritos que bóiam sobre as águas, 90% deles são de plásticos, o que inclui, em grande quantidade, as sacolinhas.

Segundo estimativas, são produzidos todos os anos em torno de 15 bilhões de sacolas plásticas no Brasil. Como a produção desses materiais é de custo muito baixo, podendo ser realizada com apenas uma máquina em uma empresa de “fundo de quintal”, não há ainda um controle ou fiscalização efetiva sobre a produção das sacolinhas.

O descarte incorreto das sacolinhas plásticas também é perceptível quando as enchentes atingem as cidades. As sacolas plásticas são grandes vilãs nestas situações, pois elas entopem bueiros, o que acaba por dificultar o escoamento da água e, por consequência, acarretando em uma enchente.

Outro problema adicional no uso das sacolas plásticas é referente às sacolas plásticas de supermercado. Segundo regulamentação da ANVISA, como as sacolas plásticas de supermercado são usadas para o transporte de alimentos, elas devem ser feitas a partir de material virgem, o que implica na extração e refinamento de petróleo, gerando assim grandes impactos no meio ambiente e uma consequente produção de resíduos.

 

Reutilização e reciclagem

A reutilização de sacolinhas plásticas é outro ponto primordial nesse processo. Como elas não são descartadas corretamente pela população e geram essa série de problemas citados acima, uma possibilidade interessante e bastante sustentável é fazer a reutilização dessas sacolas. Muitas técnicas têm sido aplicas e aprimoradas neste processo, das quais se destacam o crochê e o tear, em que são criadas bolsas, tapetes, objetos de decoração e uma infinidade de outros objetos com grande possibilidade comercial.

Outro processo que tem se destacado é a reciclagem de sacolinhas plásticas em fibras de carbono, material “High Tech” presente em carros de corrida, equipamentos esportivos, aviões e sondas espaciais.

 

fonte:http://www.fragmaq.com.br

publicado por adm às 10:05

Dezembro 30 2012

Coleta aumentou em 20%.
Mais de 80 agentes de reciclagem trabalham na cooperativa.

 

Materiais descartados no período de Natal têm feito a alegria de pessoas que trabalham com reciclagem, em Aracaju. Segundo a Cooperativa dos Agentes Autônomos de Reciclagem (Care) o trabalho e a lucratividade aumentam.

No local de armazenamento da cooperativa são pilhas de materiais que aos poucos vão ser separados para a reciclagem. Entres os materiais se encontram caixas de papelão, plásticos, latinhas e papel. Tudo é recolhido em 22 localidades da capital através de uma coleta seletiva.

Depois de separados os materiais seguem para a prensa. No depósito muitos já estão prontos para entrega. Isso devido o aumento de 20% na coleta. Pela grade quantidade de material que chega diariamente os cooperados acreditam que não vai faltar trabalho para os próximos meses.

Mais de 80 agentes de reciclagem trabalham na cooperativa e possuem em média, um salário mínimo por mês. Com o aumento de materiais é possível que obtenham uma maior lucratividade neste fim de ano. “Esse trabalho nos ajuda bastante, não só a gente como o meio ambiente”, explica a agente Vaneide Ribeiro.

fonte:http://g1.globo.com/s

publicado por adm às 10:03
Tags:

Dezembro 30 2012

Sucata é todo o material que não pode mais ser utilizado para aquilo que inicialmente se destinava, podendo servir para a fabricação de novos produtos. Os materiais mais comuns são: o aço, ferro, cobre, alumínio, zinco, magnésio, plásticos, vidros, papel, borracha, entre outros.

Muitas empresas atuam no ramo da reciclagem de sucata, atualmente, elas têm um papel extremamente importante quanto à preservação do meio ambiente e na diminuição da quantidade de resíduos depositados inadequadamente em aterros.

Além disso, a reciclagem de sucata gera, por meio de uma extensa cadeia de coleta e processamento, oportunidades de trabalho à milhares de pessoas, na qual estão inseridas as cooperativas de catadores, ONGs e programas sociais.

Uma das possibilidades da reciclagem da sucata é a sua transformação em aço, por meio do uso da sucata de ferro no processo produtivo. Desse modo, o uso de energia na produção, assim como as emissões de CO2, são menores neste modelo de fabricação.

Outra forma de reciclagem envolve a sucata eletrônica, ou seja, equipamentos eletrônicos que se tornaram obsoletos e caíram em desuso, tais quais como computadores, impressoras e etc. Estimativas apontam que somente na União Européia, todos os anos, 8 milhões de toneladas destes equipamentos caem em desuso, se transformando assim em sucata eletrônica.

As sucatas eletrônicas são uma fonte altamente rica em matérias-primas. Nos resíduos destes equipamentos é possível encontrar até cem vezes mais metais preciosos por tonelada de material do que no minério, a fonte primária de matéria-prima. Além disso, com a crescente necessidade global por matérias-primas secundárias de alta qualidade, a reciclagem de sucata eletrônica se torna um grande incentivo para empresas de todo o mundo, além de uma grande contribuição para o meio ambiente.


fonte:http://www.fragmaq.com.br/

publicado por adm às 10:01

Tudo sobre a Reciclagem
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
subscrever feeds
links