Reciclagem

Maio 31 2011

A reciclagem está cada vez mais presente na vida dos brasileiros. De acordo com o pesquisa realizada pela GfK, 59% dos entrevistados separam o lixo para destinar parte dele para a reciclagem. Neste sentido, o destaque vai para a região Sul do País, onde 79% dos consultados têm este hábito. Já o Nordeste, com 51% das citações, destaca-se como a região onde a prática é menos comum.

É grande ainda a preocupação entre os que têm idade acima de 35 anos - cerca de 65%. Porém, entre os mais jovens, dos 18 aos 24 anos, o índice cai para 46% - uma diferença de quase 20 pontos percentuais. Na análise socioeconômica, os integrantes das classes A e B se sobressaem na prática da reciclagem em relação aos das C e D, 63% contra 54%, respectivamente.

Entre aqueles que têm o hábito de reciclar, mais da metade, 60%, afirma que separa os tipos de recicláveis (papéis, alumínio, vidro etc.). Nesse quesito, destacam-se os habitantes do Nordeste (75%) e Norte/ Centro-Oeste (73%), das classes C e D (71%), e dos 35 aos 44 anos (70%).

Local de despejo

A pesquisa da GfK também aponta que o caminhão da coleta seletiva é o principal lugar para despejo do material reciclado, sendo que 45% sinalizam esta opção. Em seguida está a entrega para algum catador ou cooperativa, com 28% das citações.

Questionados se têm dúvidas sobre os materiais que podem ser reciclados, 90% dos respondentes afirmaram conhecer pelo menos um pouco sobre o assunto, sendo que boa parte deles, 41%, declarou conhecer bem essa questão. O índice é um pouco mais alto nas faixas etárias intermediárias, dos 25 aos 54 anos e, novamente, destacam-se os habitantes da região Sul (95%) e os integrantes das classes A e B (93%).

O estudo da GfK foi realizado em janeiro deste ano e ouviu 1.000 pessoas, a partir dos 18 anos, em nove regiões metropolitanas (Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém) e três capitais (Brasília, Goiânia e Manaus).

fonte:http://www.economiasc.com.br/

publicado por adm às 22:43

Maio 31 2011

A nova ronda de sessões de compostagem começa no dia 3 de Junho, na Ecoteca de Porto de Mós, e termina a 24 de Junho, no auditório da Biblioteca Municipal de Pombal. Ao todo, durante o mês de Junho, a entidade responsável pela valorização e tratamento dos resíduos sólidos urbanos (RSU) da Alta Estremadura vai realizar mais sete acções de compostagem doméstica nos municípios de Leiria, Pombal, Porto de Mós e Ourém.

Com estas sete sessões, a Valorlis ultrapassa as 150 acções de compostagem doméstica, que, desde 2007, já passou por 44 freguesias e possibilitou a valorização de 8369 toneladas de resíduos orgânicos, através deste método de reciclagem utilizado nos 6943 compostores distribuídos. A compostagem doméstica tem constituído uma forte aposta da Valorlis, que faz um «balanço muito positivo» da inicitaiva.

Nestas sessões de sensibilização e formação, «os participantes terão a oportunidade de aprender sobre este processo amigo do ambiente, recebendo um compostor para que possam pôr em prática o que aprenderam e contribuir para evitar a deposição excessiva de resíduos nos aterros sanitários», descreve a empresa em comunicado.

Porto de Mós recebe, então, a primeira sessão a 3 de Junho na Ecoteca e uma outra no dia 9 de Junho, na Junta de Freguesia do Juncal. Maceira, Barreira e Monte Redondo são as três freguesias de Leiria seleccionadas para receber as acções de Junho, nos dias 4, 8 e 17, respectivamente. Já em Ourém, será a Junta de Freguesia de Fátima a acolher a iniciativa da Valorlis, no dia 16 de Junho, e em Pombal será o Auditório da Biblioteca Municipal, no dia 24 de Junho.

fonte:http://www.ambienteonline.pt/

publicado por adm às 22:38

Maio 24 2011

A Greenprod – Indústria de Reciclagem vai instalar na Zona Industrial e Logística de Sines uma unidade industrial de reciclagem química e mecânica de plástico. O projecto, que beneficia do estatuto PIN – Potencial de Interesse Nacional, deverá iniciar a sua construição em 2012.

Segundo a Greenprod, empresa de capital 100 por cento japonês, a unidade vai representar um investimento global superior a 80 milhões de euros. O projecto prevê a criação de 200 postos de trabalho directos, estimando a empresa exportar 35 por cento da sua produção.

Neste mês, a empresa estebeleceu com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) Global Parques um acordo de reserva de direito de superfície de uma área de uma cerca de 2 hectares no loteamento da Zona 1 da ZILS - Zona Industrial e Logística de Sines para instalação da unidade.

fonte:http://www.ambienteonline.pt

publicado por adm às 22:38

Maio 20 2011

A Valorlis - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A., promove o seu projecto de Compostagem Doméstica para reciclagem de resíduos orgânicos com três novas acções de formação gratuitas e abertas aos munícipes da sua área de influência, na Marinha Grande, Ourém e Leiria, nos dias 20, 27 e 28 de Maio, respectivamente.

Este projecto pretende sensibilizar os munícipes destes concelhos para a valorização da matéria orgânica, ensinando-os a transformar os seus resíduos domésticos, de uma forma económica e ecologicamente sustentável, e reutilizá-los nos jardins e hortas de suas casas.

O processo de compostagem consiste na decomposição de resíduos orgânicos por acção de microrganismos que, na presença de oxigénio (processo aeróbio), originam uma substância designada por composto, que poderá ser utilizado como fertilizante, uma vez que melhora substancialmente a estrutura do solo e contém fungicidas naturais que ajudam a eliminar os organismos patogénicos que perturbam o solo e as plantas.

A primeira das três acções de Compostagem Doméstica terá lugar no Estádio Municipal, na Marinha Grande, no dia 20 de Maio, sexta-feira, pelas 21h00. Já em Ourém, na freguesia de Nª Sra. Da Piedade, a acção decorrerá no edifício da junta de freguesia, no dia 27 de Maio, sexta-feira, a partir das 21h30. Em Leiria, a acção de compostagem realiza-se na sede da Valorlis, em Parceiros, sábado, dia 28 de Maio, às 15h00.

As acções têm participação gratuita mediante inscrição, que poderá ser feita através do e-mail compostagem@valorlis.pt, ou pelo telefone 244 575 540.

fonte:http://www.leiriaeconomica.com

publicado por adm às 22:41

Maio 12 2011

A ANREEE (Associação Nacional para o Registo de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos) registou a colocação no mercado, durante o ano de 2010, de um total de 77.552.249 unidades de EEE (equipamentos eléctricos e electrónicos), um aumento de 6,10% face às novas unidades registadas no ano anterior.

Segundo a associação, e ainda relativamente a 2010, os dados consolidados apresentados pelas duas entidades gestoras a actuarem no sector – AMB3E e ERP Portugal – apontam para uma recolha, em média, de 4,6 kgs de resíduos por habitante. Ou seja, Portugal superou as metas de recolha de reciclagem de EEE, que é de 4 kgs por habitante.

“Em relação ao tratamento adequado a garantir após a recolha dos REEE” – explica a associação em comunicado – “Portugal regista também indicadores muito positivos relativamente aos objectivos legais apontados para as taxas de valorização, de reutilização e de reciclagem. Em todas as categorias de produtos, as metas de valorização, de reutilização e de reciclagem são claramente ultrapassadas, com destaque para a reutilização e reciclagem dos equipamentos de iluminação que registam uma taxa de reciclagem de 96,92%.”

Ainda de acordo com a ANREEE, e tal como em 2009, os equipamentos de informática e telecomunicações – computadores, telefones – foram o tipo de EEE mais registados em 2010, correspondendo a mais de 31% do total de registos efectuados, seguidos dos equipamentos de iluminação. Ainda assim, o grande crescimento em relação a 2009 deu-se nos brinquedos e equipamentos de desporto e lazer, que aumentaram 52,54% as unidades registadas, para os 6.471.870 novas unidades registadas.

A categoria de EEE que sofreu um maior decréscimo em 2010 é a referente aos equipamentos de consumo, como os aparelhos de TV, aparelhos de rádio, câmaras e os gravadores de vídeo e instrumentos musicais.

fonte:http://www.greensavers.pt/

publicado por adm às 22:29

Tudo sobre a Reciclagem
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
subscrever feeds
links