Reciclagem

Março 25 2011

O sistema, que recorre a uma “medida de carbono”, privilegiará a reciclagem de materiais cuja valorização apresenta mais benefícios em termos de emissões em comparação com a alternativa do envio para aterro.

Actualmente, e por toda a Europa, a selecção dos materiais a reciclar é feita com base no peso dos resíduos gerados, mas a Escócia está prestes a revolucionar o sistema adoptando, em alternativa, uma reciclagem focada nos resíduos que mais danos causam ao Ambiente, o que será avaliado através utilização de uma “medida de carbono”.

De acordo com estas novas orientações, e a partir de 2013, o papel, cuja reciclagem resulta em ganhos reduzidos no que toca às emissões carbono relativamente à alternativa do aterro, deixará de ser uma prioridade em termos de reciclagem, sendo substituído pelos resíduos da alimentação e os têxteis, que se revelaram mais “daninhos” no que toca ao Ambiente.

Este novo sistema tem em conta as emissões de carbono resultantes do processo de produção e pretende simultaneamente promover o manutenção do circuito de cada tipo de produto como um sistema fechado, em que, por exemplo, uma garrafa de plástico é reciclada em plástico que será utilizado para produzir uma nova garrafa.

Estas são as novas medidas anunciadas pela Escócia que se comprometeu, à semelhança de outros países-membros da UE a atingir em 2025 a meta de reciclar 75% dos resíduos em 2025.

fonte:http://naturlink.sapo.pt/

publicado por adm às 22:45

Tudo sobre a Reciclagem
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links