Reciclagem

Março 19 2011

Os habitantes da cidade de Neustadt an der Weinstrasse pagam de acordo com a quantidade de resíduos que enviam para incineração. Este incentivo económico e a aposta na educação fazem com que estes cidadãos separem o lixo com rigor, tendo ultrapassado em 16% a meta de reciclagem definida.

A reciclagem é essencial para a sustentabilidade do modo de vida actual a longo-prazo e cada vez são mais os cidadãos que o reconhecem e que o põem em prática. A Educação é fundamental para incentivar à separação para posterior valorização de resíduos mas o exemplo da pequena cidade alemã de Neustadt an der Weinstrasse, revela que também é importante um incentivo económico.

Este pequeno centro urbano situado do Estado de Rheinland-Pfalz, no Sudoeste da Alemanha detém o recorde nacional no que diz respeito à taxa de reciclagem por habitante, que atinge os 70%, superior em 16% à meta do Estado e  Stepfan Weiss, um dos gestores de resíduos da cidade explica como foi conseguido.

Em Neustadt os cidadãos não pagam pelo lixo que separam tendo como fim a reciclagem, mas o município cobra-lhes de acordo com os resíduos produzidos que têm de sofrer incineração, de forma que quanto maior a proporção de resíduos gerados que é encaminhada para valorização, menor o gasto.

“Adoptámos este sistema de taxas em 2006 e funciona” explica Stefan Weiss que compara os resultados de Neustadt com o das cidades vizinhas com sistemas distintos, que chegam a produzir 100Kg de resíduos adicionais por habitante anualmente.

Outra razão do sucesso do sistema de gestão de resíduos de Neustadt está relacionado com o facto de os serviços serem assegurados por uma empresa intermunicipal criada para o efeito, o que lhes permite minimizar as despesas e obter, em certos anos, um ligeiro lucro, que é reinvestido no sistema.

Fonte: http://naturlink.sapo.pt/

publicado por adm às 23:07

Tudo sobre a Reciclagem
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links